01 agosto 2017

Vale a pena usar o Microsoft Edge?


O Edge é o navegador oficial do sistema operacional Windows 10. Ele veio para substituir o tão criticado Internet Explorer que definhou devido a sua lentidão e a uma série de outros problemas. Preocupada com o avanço do Google Chrome e a boa reputação do Firefox, a Microsoft decidiu entrar na briga e afirmou que desenvolveria um excelente navegador. Ela não estava brincando!

Com o slogan o navegador mais rápido e mais seguro projetado para o Windows 10, o Edge tem se destacado no meu dia-a-dia por ser a única opção que funciona 100% no Windows 10. Não é segredo pra ninguém que esse sistema operacional bugou a vida de milhares de usuários. Entre os infinitos bugs, muitos são relacionados à navegação na web. Até hoje o Firefox e o Chrome "mancam" no sistema. O primeiro pesando na conexão e o segundo travando mesmo. O Edge roda tranquilo e apesar de não ser tão rápido quanto os outros dois, não trava e não pesa. Dois pontos muito positivos para quem sofreu todas as dores da migração para o Windows 10.

Ao utilizar o Edge fui surpreendida por três excelentes ferramentas que são uma mão na roda para qualquer usuário da rede. São opções que já estão embarcadas no navegador sem a necessidade de novas instalações de extensões ou plugins. Muito bom pra quem usa Windows 10 e não tem uma máquina tão potente ou possui pouco espaço em disco. Veja nos gifs que preparei para esse post como tudo é simples!

Três excelentes funções que fazem você querer usar o Edge


1. Anotação Web





Essa ferramenta permite que você salve uma foto da tela e a edite como quiser. É o velho e bom screenshot ou print screen, mas dessa vez turbinado para você recortar, escrever sobre ou destacar conteúdos na tela. Se você levava seus screenshots para recortar no Word pare agora mesmo! Navegue através do Edge e recorte a área que deseja com essa ferramenta. Depois é só salvar no formato que desejar e inserir já recortada em seu documento ou compartilhar na rede.

2. Leitor de ebooks (.MOBI, .EPUB)




Essa é a mais maravilhosa das funções! Quem nunca comprou um ebook nos formatos .epub ou .mobi e teve dificuldade em abrir? Sabendo disso não é mais necessário ter um ebook reader para ter acesso ao conteúdo desses arquivos. O Edge tem uma ferramenta embarcada que reconhece e exibe o conteúdo desses formatos de forma semelhante a de dispositivos como o Kindle. Isso é sensacional porque amplia e muito o seu acesso ao conhecimento sem ter que instalar múltiplos softwares ou comprar um novo dispositivo.

3. Reservar guias




Como vocês já devem saber eu toco ao mesmo tempo inúmeros projetos digitais e sempre estou com dezenas de guias abertas no navegador. Não posso fechá-las porque passo o dia navegando entre elas. O problema é que às vezes o navegador trava ou o computador reinicia por algum problema e nem sempre as guias que estavam abertas são salvas. O Edge resolveu esse problema ao adicionar a ferramenta para reservar guias. Esses dois botões do amor reservam todas as guias abertas no momento e as exibe em aba única, em formato de miniaturas, organizadas pelo horário de salvamento. Maravilhoso!

Vale a pena superar o preconceito em relação ao Internet Explorer e dar uma chance à Microsoft. O Edge é realmente um bom navegador com muitas funcionalidades e que pode atender todas as suas necessidades. Considere um teste!

28 julho 2017

A certificação para educadores inovadores está de volta ao Brasil

Inscreva-se em bit.ly/innovatorbrz17workshop

Tenho uma excelente notícia para você que é inovador e trabalha com educação há algum tempo: chegou a hora de fazer parte da maior rede de educadores do mundo. Isso mesmo! O Certified Innovator Program está de volta ao Brasil! Na próxima terça-feira, 1º de agosto, vai acontecer um workshop online no Youtube com informações importantes sobre o programa. Inscreva-se em bit.ly/innovatorbrz17workshop e participe!

O programa de certificações para educadores inovadores é um conjunto de certificações que comprova a proficiência no uso de tecnologias aplicadas à educação. São três passos específicos que vão comprovando que você tem domínio sobre ferramentas digitais e o que é capaz de produzir com elas. Um reconhecimento internacional por todo o esforço feito em benefício da educação.

A primeira e a segunda certificação estão disponíveis ao longo do ano no Centro de Treinamento online que, além da prova, oferece uma série de conteúdos para que você possa se preparar para os exames. Tudo online. Ambos têm duração de 180 minutos, sem intervalo. Mas, não fique preocupado. No Centro de Treinamento há simulações de perguntas para que você realize a prova 100% preparado. A certificação nível 1 custa U$10 e a certificação nível 2 U$25. A primeira avalia seu domínio sobre ferramentas digitais e a segunda o que você consegue produzir a partir dessas ferramentas. Recomendamos fortemente a visita ao Centro de Treinamento para estudar os conteúdos e simular os testes.

A última certificação é um pouco mais complexa e está disponível de tempos em tempos em diferentes cidades do mundo. Isso acontece porque faz parte do processo seletivo a imersão na Academia Innovator que acontece em grandes cidades como Washington, Londres e Sydney. A última vez que a Academia esteve no Brasil foi em 2014, na cidade de São Paulo, quando foi formada a primeira turma de Innovators com 54 educadores de 23 estados do país. Para participar dessa seleção é preciso ter a certificação nível 1 e é altamente recomendável ter a certificação nível 2. Em 2017 vai ter Academia Innovator acontecendo em dezembro e as inscrições estarão abertas entre agosto e outubro, o que significa que dá tempo de você obter a certificações 1 e 2 e se inscrever para a certificação final de Innovator. Informações sobre o programa são enviadas periodicamente a quem se cadastrar neste formulário: bit.ly/certificadoinnovator

Nessa caminhada pela transformação da educação tivemos a oportunidade de conversar com alguns desses 54 Educadores Inovadores do Brasil. São professores atuantes desde a educação básica, passando pelo ensino superior, até as inovadoras metodologias alternativas. Todos criativos e sempre prontos para surpreender você. Agora acredito que, com base nas informações que levantei, é possível convidar e orientar muito mais educadores a fazer parte desse time. Nós estamos nessa também!

Em novas postagens vamos explicar os detalhes do processo seletivo para a Academia Innovator e porquê você deve considerar ser um educador inovador certificado. Aproveite e salve o infográfico que preparamos com um resumo das informações sobre o processo. E não deixe de compartilhar essa postagem com seus amigos educadores. Afinal, inovação é bem melhor quando a gente faz em rede.

Download: https://goo.gl/fPV8QB

10 maio 2017

Algumas vantagens do Design Thinking que podem mudar sua vida


Ok, exagerei! Talvez o Design Thinking não mude tanto assim sua vida, mas caso considere aplicá-lo, certamente terá boas surpresas.

O Design Thinking, apesar de ter virado tendência em vários ambientes, ainda é algo misterioso para muita gente. Até quem o aplica diariamente em seus projetos tem certa dificuldade de explicar o que danado é isso. Hoje eu vim aqui no blog ousar simplificar para explicar. Vamos lá!

No meu entendimento Design Thinking é um conjunto de estratégias que, quando combinadas, nos ajudam a identificar e solucionar problemas em qualquer situação que seja. Trazendo pro lado da educação podemos dizer que se trata de uma metodologia, e o melhor, uma metodologia ativa que é aquela em que o aprendiz é o principal agente; é o cara que arregaça as mangas para fazer alguma coisa.

Para entender melhor, eu gosto de levar a coisa para o lado fantástico. Quando digo fantástico eu me refiro ao lado "Senhor dos Anéis" mesmo. Eu imagino o Design Thinking como uma jornada em que há um grupo de heróis que juntos, depois de um momento de reflexão, conseguem identificar um problema comum e partem em busca de soluções. Agindo em equipe cada herói lança sua ideia para solucionar a questão. Na busca de fazer o outro entender sua proposta cada herói tenta apresentá-la da melhor forma possível. Cada apresentação elaborada funciona como um registro das ideia geradas, quase sempre visual, o que faz com que o grupo identifique com muita clareza qual a melhor opção para a questão colocada. Em seguida todos saem em missão para pôr em prática a melhor solução desenvolvida.

Foi assim que eu consegui entender o que era o tal do Design Thinking. Aliás, percebi ainda que, de certa forma, já aplicava a metodologia em praticamente tudo o que fazia. De um projeto de reforma na casa até o mais complexo projeto da +Pipa Comunicação, sempre seguia uma trajetória como essa. Isso porque o Design Thinking é a forma como designers pensam todos os dias e que pode sim servir como guia para qualquer pessoa.

Como neste sábado vai acontecer a quarta turma de Design Thinking do Prof-Lab, ando respondendo muitas questões sobre o tema, o que me fez produzir o infográfico a seguir que apresenta algumas  respostas. Espero que seja útil para quem tá esbarrando com esse termo em inglês pela primeira vez. Se você quiser desenvolver infográficos como esse basta utilizar o Canva.

Ahhh! Ainda há vagas para o Prof-Lab do sábado. Basta acessar o link: http://bit.ly/proflabdte e se unir ao grupo guiado por +Alessandro Lima na ABA Global Education em Boa Viagem.



10 abril 2017

Prof-Lab lança nova temporada de formações criativas no Recife


As manhãs de sábado de maio e junho da ABA Global Education vão receber a nova temporada do Prof-Lab, programa de formações criativas para professores no Recife. A série de treinamentos voltados para educadores está com inscrições abertas para turmas de até 30 pessoas e acontece na Unidade Boa Viagem da escola que realiza o programa em parceria com a Pipa Comunicação e com o Estúdio Abble de Aprendizagem.

Foi no ano de 2015, no Recife, que um programa de formações criativas nasceu para apresentar aos profissionais ligados à educação como trabalhar design e tecnologia para o desenvolvimento de experiências de aprendizagem mais criativas. O objetivo era mostrar que mais importante do que conhecer as tecnologias é considerar a multiplicidade de pensamentos e desejos que existem em sala de aula para tentar dialogar com eles lançando mão de recursos e estratégias que ajudam na concepção de experiências inovadoras.

O Prof-Lab é constituído por uma série de formações temáticas independentes no modelo “mão na massa”. São encontros planejados para que se entre em contato com a teoria, tendo a oportunidade de aplicá-la na prática logo em seguida durante as atividades propostas. Design da experiência, design thinking, design de jogos, criatividade e cultura pop são recursos apresentados para orientar o planejamento de uma experiência de aprendizagem criativa para replicá-la em qualquer ambiente de aprendizagem. Nessa nova temporada dois novos temas foram incorporados ao programa: pensamento computacional e robótica livre que vai mostrar como trabalhar com a robótica de forma simples com aquilo que se tem à mão, nesse caso específico: sucata.

De acordo com os organizadores não existem pré-requisitos para quem deseja participar das formações, além da vontade de aprender e inovar. Serão apresentados conceitos de forma simples e objetiva, com atividades planejadas para que todos possam dar os primeiros passos no tema proposto. Apesar de independentes as formações do Prof-Lab dialogam entre si tendo como pilares o design, a tecnologia e a criatividade. No programa o professor tem a liberdade de escolher o tema do seu interesse ou construir o próprio circuito de aprendizagem de acordo com a necessidade ou afinidade.

Turma de férias do Prof-Lab sobre Pensamento Visual no Recife.

O projeto já formou mais de 500 docentes de diferentes cidades e áreas de atuação em duas edições concluídas na ABA Global Education. Em 2017 já aconteceu uma edição especial de férias sobre Pensamento Visual e um programa exclusivo para educadores da rede SENAC Pernambuco que passou por Recife, Paulista, Caruaru e Petrolina.

A nova temporada está com inscrições abertas até o preenchimento das vagas ou até à véspera de cada formação no endereço: http://bit.ly/proflab. Há descontos para inscrições antecipadas e também para quem já participou de alguma formação anteriormente.

Confira o calendário:

➡ 06/MAI/2017 - 8h30 às 12h30 - Design de Experiências de Aprendizagem com os educadores Alex Sandro Gomes e Paulo André da Silva: http://bit.ly/proflabdea

➡ 13/ MAI /2017 - 8h30 às 12h30 - Design Thinking para Educadores com o educador Alessandro Lima: http://bit.ly/proflabgdt

➡ 20/ MAI /2017 - 8h30 às 12h30 - Game Design Thinking com o educador Giordano Ribeiro Cabral: http://bit.ly/proflabgdt

➡ 27/MAI/2017 - 8h30 às 12h30 – Produção Criativa com TICs com o educador Felipe de Brito Lima: http://bit.ly/proflabpct

➡ 03/JUN/2017 - 8h30 às 12h30 – Computação Criativa para Educadores com a educadora Tancicleide Gomes: http://bit.ly/proflabcce

➡ 10/JUN/2017 - 8h30 às 12h30 - Robótica Livre na Aprendizagem com o educador Marcos Egito: http://bit.ly/proflabrla

21 fevereiro 2017

O Seminário Amplifica agora é internacional


Com o objetivo de envolver gestores e professores em uma experiência prática de aprendizagem com tecnologias, duas educadoras de Brasília decidiram construir a iniciativa Amplifica que viaja por todo o Brasil capacitando profissionais da educação. Em 2017 a iniciativa passa a ser internacional com edição especial programada para acontecer no próximo dia 18 de março no Colégio Marista Arquidiocesano, em São Paulo.


Foi durante a vivência em sala de aula que +carla arena e +Samara Brito perceberam o poder que as tecnologias possuem para envolver professor e aluno numa experiência de aprendizagem diferente. Carla trabalhou durante 17 anos na Casa Thomas Jefferson e Samara é professora de Física do Colégio Marista e na Secretaria de Educação do Distrito Federal, todos em Brasília. Foi esse insight que motivou as educadoras a mergulhar no mundo das tecnologias educacionais. Era o pontapé inicial que as duas precisavam para se tornar Google Innovators.

Google Innovators são professores certificados pelo Google que atuam como embaixadores pela mudança de comportamento e pelo empoderamento de outros professores e também dos alunos. São educadores atuantes, amantes da tecnologia, cuja missão é fomentar a cultura da inovação em qualquer espaço de aprendizagem, da sala de aula até a rua. Periodicamente a empresa de tecnologia abre seleção para certificação de educadores que comprovadamente desenvolvam ações inovadoras com tecnologias aplicadas à educação em todo o mundo.

Dessas seleções surgem, ou são alimentadas, as redes de Google Innovators de cada país. Essa rede é constantemente estimulada a criar iniciativas inovadoras. Foi da união das ideias da Carla Arena e da Samara Brito que surgiu o Seminário Amplifica. Dispostas a formar professores e gestores por todo o país, as educadoras promoveram em Brasília, em 2015, a primeira edição do Seminário Amplifica, iniciativa que estimula docentes a transformar a aprendizagem com ferramentas digitais Google. A ideia era reunir Google Innovators de diferentes estados buscando promover a diversidade de pessoas, saberes e competências da rede.

Edição Recife. Foto: +Karla Vidal 

Em pouco tempo a iniciativa pôs o pé na estrada realizando edições em sete capitais diferentes: BrasíliaSão Paulo, Curitiba, Florianópolis, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Rio de Janeiro. Foi o início de uma trajetória nacional que já despertava os olhares de quem também faz uma educação diferente em outros países do continente. Em cada cidade um sábado inteiro de imersão em tecnologias reuniu centenas de educadores.

Essa movimentação gerou um novo insight: compartilhar práticas de e com professores de outros países. Dessa motivação nasceu o Amplifica Internacional & ELT que acontece no próximo dia 18 de março no Colégio Marista Arquidiocesano, em São Paulo.

Para a programação de sua primeira experiência internacional, o Amplifica vai receber as Google Innovators americanas Cheryl Oakes e Alice Barr, além dos especialistas do ELT Jam, Jo Sayers e Tim Gifford que trabalharam junto à Cambridge University Press no desenvolvimento de uma matriz de letramento digital para professores de inglês. A conferência de abertura fica sob o comando do professor José Moran, amplamente conhecido por seus estudos sobre práticas humanizadoras e metodologias ativas para a educação.

Pensando em garantir uma experiência de aprendizagem diferente e agradável o Amplifica oferece, além das sessões e oficinas práticas, momentos de descontração e espaços para networking onde é possível bater papo com cada um dos Google Innovators e demais convidados presentes. Um desses espaços será o Maker Showcase que vai mostrar como a cultura do fazer contribui para o processo de aprendizagem.

Edição Brasília. Foto: +Marcio Motta 

Na edição especial internacional o Amplifica apresenta sua trilha de atividades em português e também em inglês. A grande novidade será o Amplifica ELT (English Language Teaching), uma trilha especial voltada para professores de inglês como língua estrangeira. A trilha vai contar com a expertise da equipe da ELT Jam que trabalha a aprendizagem com foco no desenvolvimento de produtos digitais na perspectiva do Design de Experiência do Usuário (UX Design).

O Amplifica é uma experiência planejada para envolver professores, gestores, estudantes e qualquer pessoa interessada na aplicação de tecnologias para fins educativos. Produtores de conteúdo também encontrarão atividades que podem ajudar tanto na produção como no compartilhamento de conteúdo através das ferramentas Google.

Os interessados podem realizar a inscrição até a véspera do evento. Diferentes políticas de desconto são adotadas pela organização e podem ser consultadas através do link: http://bit.ly/vouproamplificainternacional. Em apoio à iniciativa oferecemos um link exclusivo para desconto: http://bit.ly/descontopipanoamplifica. Participe!

SERVIÇO

Amplifica Internacional
18 de março de 2017
8h às 18h30
Colégio Marista Arquidiocesano - São Paulo
Inscrições online: http://bit.ly/vouproamplificainternacional