09 novembro 2017

Questionaram? Siga! Você está no caminho certo.


Todas as vezes que iniciei um projeto eu tive a certeza de que estava no caminho certo quando alguém questionou. Foi assim no meu TCC quando decidi que queria acompanhar um dia de trabalho dos artistas que se apresentavam nos ônibus do Recife. Na época um dos meus professores me questionou se era mesmo "interessante" fotografar "aqueles pedintes". O resultado é um ensaio fotográfico que obteve nota máxima e que transformei em livro digital anos depois. É gratuito e você pode baixar aqui: ebookanonimos.

Logo em seguida decidi montar uma empresa com o que tinha na mão e no bolso. Muitas pessoas me chamaram de maluca, mas  +Augusto Noronha era tão maluco quanto eu e a gente montou a Pipa. Perdi as contas de quantas vezes fomos questionados por nossa empresa não ter sede física e até hoje tenho que responder o que é um escritório virtual e um home office até mesmo para nossos pais. A Pipa Comunicação hoje é escritório de design, produtora de conteúdo, estúdio de aprendizagem e editora. Vai completar 12 anos em 2018.

Ebooks? Gratuitos? Não vai dar certo! Diziam aqueles que não acreditam no poder da difusão do conhecimento e divulgação científica. As pessoas querem sentir o cheirinho de livro novo e impresso. O resultado? Uma Livraria online com mais de 25 ebooks gratuitos (tem mais um no prelo) e milhares de downloads.


Outro questionamento recorrente: criatividade dialoga com educação? Também perdi as contas de quantas foram as vezes em que precisei afirmar que criatividade não é um dom e sim uma habilidade que pode e deve ser estimulada. Fiz até um pôster para ilustrar! Nesse contexto nasceu uma série de publicações sobre criatividade e educação, a Série Professor Criativo que virou uma comunidade com quase 5 mil pessoas no Facebook e 4 livros publicados.

Mas, o melhor questionamento dos últimos tempos foi sobre por que trabalhar com professores. Esse foi curioso porque sempre vinha acompanhado de uma desvalorização pesada do educador. Acreditem, há quem pense que não há o que se trabalhar com professores porque ou eles já sabem de tudo ou são pessoas que não querem investir em si próprios. Ouvi isso muitas e muitas vezes. Até cansar. Exigem tanto dos professores e não querem se preocupar com eles? Não me parecia correto!


Todo esse histórico me fez ter a certeza de que quando alguém começa a questionar demais a sua ideia é sinal de que você está no caminho certo. É fácil seguir? Não! Mas, nada na vida é. Se fosse pra viver numa nuvem rosa teríamos todos nascido ursinhos carinhosos, não é mesmo?



O Prof-Lab, nosso programa de formação criativa para professores, nasceu em meio a tudo isso: muitos questionamentos e muitas ideias. Por que não mergulhar nesse caldo e ver no que vai dar? Apertamos o nariz e saltamos do trampolim. Ainda estamos nadando nessa maré que ora está tranquila, ora atormentada. E tenho aprendido muito em ambos os momentos.

Esse texto todo foi só pra dizer que participei da seleção do programa Educadores Inovadores do Google com o Prof-Lab como projeto de inovação. O resultado da seleção saiu nessa semana e meu nome está lá na lista de 36 inovadores que querem transformar a educação a partir de projetos. A ideia é aprender com quem já desenvolve grandes iniciativas em educação novas formas de aprimorar o nosso projeto. Um ano de mentoria que vai começar na Academia Innovator em São Paulo junto a equipe do Google for Education.


O processo de seleção requer a comprovação da sua proficiência no uso de tecnologias Google e mais a preparação e submissão de uma série de documentos. Tô bem feliz por ter conseguido uma vaga em meio a tantos educadores inovadores. Também estou super curiosa e com consciência da responsabilidade que tenho pela frente. Queria dividir essa alegria com vocês e compartilhar o vídeo que fiz para a seleção.



E lembrem-se sempre: quando alguém questionar a sua ideia, invista! Você está no caminho certo.